Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

My truth

A minha verdade. O que sinto e vejo. O que sou.

My truth

A minha verdade. O que sinto e vejo. O que sou.

22.04.19

Quero amar-me de coração inteiro


#RapazSecreto

 

Passei muito tempo a não gostar de mim e a querer ser diferente.

Passei muito tempo a criticar-me e a julgar-me, porque eu sabia que deveria ter sido e feito melhor.

Passei muito tempo a querer ter outra vida, a querer ser mais importante para as pessoas que nada me acrescentavam e a relegar para segundo plano aquelas que mereciam estar a meu lado.

Passei demasiado tempo a acreditar que havia tempo para ser o que quisesse, para aproveitar as oportunidades que eu recusava e para viver a vida que eu sonhava.

 

E o tempo passou. Voou. Escapou-se-me pelas mãos.

 

De repente, muitos partiram, deixando-me sozinho.

De repente, as oportunidades desapareceram e eu perdi-me.

De repente, deixei de saber quem era, porque não me alimentei, não me protegi e não me respeitei.

 

Agora, estou a conhecer-me.

Quem sou. O que gosto. O que quero.

 

Porque sendo tarde, ainda vale a pena.

Porque sendo tarde, não mais posso aguardar.

Porque sendo tarde, é altura de ser feliz e me lançar à vida.

 

Porque não será tarde, se eu fizer desta a minha grande oportunidade.

2 comentários

  • Imagem de perfil

    #RapazSecreto

    23.04.19

    Muito obrigado pelas tuas palavras, Ana.
    Sim, isto de querermos ser diferentes tem muitas camadas e níveis. A questão essencial é que nós somos quem somos, podemos fazer por sermos melhor, mas não podemos ser o que não somos.
    Creio que esse é o caminho, pelo menos o meu.
    Beijinho
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.